FALE COM JUSSARA (32) 99987.7007

Eu vou contar pra vocês Talvez pra você esse seja um sonho "clichê". Talvez bem pouca coisa para algumas de vocês, mas eu preciso falar inglês e resolvi que vai ser dessa vez.

Publicado por: Comentário: 1

Jussara Hadadd em Londres

Visitar Notting Hill, andar pelas ruas de Londres como uma nativa a essa altura da vida – às vezes até bate um medo – pode parecer algo tardio, meio adolescente, mas eu ainda brigo por algumas coisas que prefiro, então ainda preciso crescer mesmo. Acontece que estou aqui, aconteceu e eu estou feliz. Durante toda a minha vida fui alguém bastante inconformada. E adoro ser assim. Sei que causo algum desconforto para quem fica tentando me agradar, contudo prefiro ser assim, inconstante, imprevisível, buscadora. Já fui mais inquiridora e até estou com saudade disso. Conformada não sou não. Não mesmo. E, às vezes quis ser a melhor cozinheira, outras a melhor esposa ou mãe, depois a melhor profissional, a melhor da classe nunca consegui ser embora sempre tenha adorado estudar porque sempre fui e sou muito curiosa, graças a Deus.

Não levo pra casa, com diplomacia ou no grito mesmo, garanto meu bem estar e sempre pareci ser meio egoísta porque sempre providenciei o melhor pra mim. “Pareci”, eu disse, porque eu só “ia ali” quando tudo o que dependia de mim estava bem ajeitadinho e continuo assim. Já fui mais dada, já cedi um pouco mais do meu tempo, da minha força e da minha paciência, um pouco porque tinha e tem sempre que sobrar bastante pra mim. E sabe por que? É óbvio! Como vou ceder nem que seja o que pensam que é pouco do que eu não tenho para dar? Se não sou feliz, obviamente não terei como fazer feliz. Elementar. E por aí vai.

Chorei por algumas situações indignantes, me entreguei algumas vezes, me fiz vulnerável em outras, mas tenho aprendido a cada dia que nada disso vale a pena e, um dia decidi. Dar o que não tenho, nem pensar.

E assim, como fiz em outras vezes, mesmo parecendo conveniente ou egoísta, estou aqui na Europa pela quarta vez e finalmente, sozinha como eu sempre sonhei. E para vir sozinha tinha que ter um porquê, e foi aí que resolvi melhorar de vez o meu inglês.

Fiz vários planos. Passei um ano estudando inglês no Brasil. No início de 2018, contratei uma agência de intercâmbio que mais me deixou na mão do que tudo. Não vou entrar em detalhes agora, com calma conto tudo pra vocês e o que estou tentando passar aqui é que mesmo com algumas adversidades o dia chegou. Serão 42 dias na Europa, 27 estudando em Londres. Morando em uma casa de família, andando de transporte público e me virando sozinha. Nos outros voltarei em alguns países onde estive e até vou ao casamento de uma amiga que fiz em Portugal. É um luxo? Talvez. Nada foi fácil até aqui. Nada caiu do céu. A cada dia uma conquista, uma batalha.
É disso que eu quero falar. Já tive tantos motivos para chorar e desistir. Desde pequenininha, nunca foi fácil. Com meus pais, meus parceiros, meus filhos. Com meu corpo, as fases da vida, com beleza, sem riqueza, batalhando as formações, no trabalho, os falsos amigos, as passagens, os hormônios e tudo o que move a vida de nós mulheres. Os homens, ai, os benditos homens que ainda movem e direcionam tanto a vida de tantas de nós. Tem que optar por viver sem eles? Não, de jeito nenhum, mas não com qualquer um e chorar por eles então, nem por um milhão.

Então é disso que eu quero falar. Cuide de você! Não se preocupe em desfazer de quem não te quer bem. Mantenha o foco em você, no seu desenvolvimento. Não se preocupe em parecer melhor ou com o que os outros vão pensar. A gente não pode dar o que não tem pra dar. Se abasteça de felicidade, ainda que felicidade pra você seja apenas doar. É um paradoxo, mas a vida toda é. Se você não precisa de nada para ser uma eterna doadora, então é isso, você sabe como fazer. Se você não sabe, busque saber, busque se conhecer, saber o que quer pra sua vida, onde que chegar. Saber dizer “não” para o que te desagrada e saber dizer “sim”, um “enorme sim” para tudo que arranca de você o seu melhor sorriso.

Você sorri quando canta, quando lava banheiro, quando está na Grécia, quando está nos braços do seu amor, com o seu peito na boca do seu filho, dirigindo velozmente por uma autoestrada, onde você estiver sorrindo saiba que está no lugar certo.

Eu vou contar tudo pra vocês 🌹

»

Comentário: 1

COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros Artigos